Stone Temple Pilots



Depois do dia corrido que eu tive a ultima coisa que eu esperava de um show é que ele começaria tão cedo, abertura da casa oito horas e inicio às 10 horas.

Cheguei  9 e 50 no local já esperando que não conseguiria ficar perto ao arranjar um lugar que era grande coisa, mas quem diria ainda tinha fila do lado de fora. E a fila dobrava a esquina.

Só consegui entrar 10:20, e eles já haviam começado, e já estavam na segunda musica finalizando Wicked Garden. Totalmente Pontuais para a minha desgraça.

Fiquei longe, mas fui me aproximando até onde era possível, o problema na Via Funchal é que o quando mais você chega perto menos você enxerga, a não ser que você esteja muita perto no palco, no caso o show tinha pista VIP, então não me dei o esforço de chegar mais perto, ficaria na metade da casa apertado e não enxergando nada.

Foi  até razoável ficar meio longe, visão limpa (porém ruim de fotografar com câmera de iphone),

Pelo menos possuía espaço para pular feito um louco quando tocassem as musicas que eu conhecia (no caso, todas).

No caso a única que eu não cantei junto foi “Heaven & Hot Rods” faixa surpresa esquecida do Álbum 4, que mais ninguém cantou junto. Outra surpresa foi a cover de Led Zeppelin “Dancing Days” do álbum tributo de 1995 com outros artistas “Encomium”.

O ápice do show foi o combo do hit “Plush” uma das canções mais memoráveis da banda seguido por “Interstate Love Song,” e quem diria, eles meio que se enganaram na canção Plush, ou simplesmente Scott trocou alguns refrões  (propositalmente?) talvez não,  mas o coro não errou, e continuou até o final da outra canção.

O show foi bom, mas foi curto, a banda parecia cansada, depois devarios anos de estrada não era para menos, Scott que era a principal preocupação parecia muito bem, mesmo sem poder alcançar outras notas com o seu vocal.

Faltaram muitas canções no repertório, era a primeira vez deles por aqui depois de tanto tempo, os fans mereciam pelo menos um pouco mais que isso.

Faixas que faltaram em minha opinião:

Sin, Creep, Army Ants, Days of the Week, Unglued…

Nota: 3,9 / 5,0

Stone Temple Pilots – Trippin on a Hole in a Paper Heart (1996)

Don’t cut out my paper heart, I ain’t dyin’ anyway
Take a look at eye full towers
Never trust them dirty liars
Sippin’ lemon yellow booze ‘ole’ leadbelly sings the blues
All dressed up on wedding day keep on trippin’ anyway

I am I am I said I’m not myself, but I’m not dead and I’m not for sale
So keep your bankroll lottery eat your salad day deathbed motorcade

Fake the heat and scratch the itch
Skinned up knees and salty lips
I’ll breathe your life vicks vapor life
And when you binge I purge alike
Let go it’s harder holding on
One more trip and I’ll be gone
So keep your head up
Keep it on, just a whisper I’ll be gone
Take a breath and make it big
It’s the last you’ll ever get
Break your neck with diamond noose
It’s the last you’ll ever choose

I am I am I said I’m not myself, but I’m not dead and I’m not for sale
Hold me closer, closer let me go let me be just let me be

Anúncios

2 pensamentos sobre “Stone Temple Pilots

    • Hey obrigado pelo comentário e pela visita! Eu amo o movimento musical de Seattle, sou praticamente um adepto, no Brasil somos poucos, mas existimos! Você não está sozinha 😀

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s