Black Flag

“TV PARTY TONIGHT! TV PARTY TONIGHT!”

Neste feriado patriótico nada melhor do que discutir a vida de uma banda que virou (ou tentou virar) a cabeça dos californianos e até mesmo do resto dos Estados Unidos da maneira deles.

O Black Flag foi uma das bandas de hardcore mais piradas e influenciadoras que já rodou por este planeta entediante.

O primeiro registro do que seria o Black Flag começou em meados da segunda metade dos anos 70, em Hermosa Beach, no estado da Califórnia. Tudo começou com o jovem guitarrista Greg Ginn. Greg por incrível que pareça começou seu amor pela musica tardiamente em relação a todos que iniciavam uma banda naquela época, começou a tocar guitarra apenas aos seus 18 anos. Influenciado pelos Ramones e mais uma tonelada de bandas de rock pesado e barulhento dos anos 70, Greg apenas precisava de alguns conhecidos para formar uma banda punk como qualquer outra que praticamente brotavam do chão naquela época.

O primeiro vocalista e mais irreverente foi Keith Morris, com ele as primeiras gravações do Black Flag foram lançadas e compiladas nos primeiros single da banda, “Nervous Breakdown”. De acordo com o próprio Keith, na época ele vivia cheirado, bebia demais e queria fazer as coisas da maneira dele, ele apesar de ser o vocalista, não gostava do jeito possessivo de Greg em relação a banda, é claro a banda era do Greg, então Keith saiu da banda no finalzinho de 1979 para formar o Circle Jerks.  Apenas o aperitivo do que seria um entra em sai de membros sem fim com o passar dos anos.

Ron Reyes,  conhecido de Greg, substituiu Keith, porém não por muito tempo, saiu quase tão rápido quanto entrou para a banda por causa de um desentendimento com Greg.  Por sorte a banda ficou sem vocalista por um pequeno espaço de tempo, pois um fã da banda correu atrás do cargo assim que ele foi esvaziado, Dez Cadena tornou-se vocalista e ajudou a gravar o single “Six Pack”. Fez um bom trabalho, mas depois assumiu a segunda guitarra dando passagem para a lenda, Henry Rollins em 1981.

Ninguém conhecia Henry até descobrirem o seu vocal raivoso e explosivo, a ultima peça que faltava para a construção de hardcore mais destrutivas que America já viu. O primeiro album completo da banda enfim era lançado, e com nome na mais do que a apropriado, “Damaged” chegou as lojas em 1981.

Os shows eram exemplos notáveis disso, se você ia para um show do Black Flag você ia com a garantia de que se você conseguisse sair de lá, você sairia: ou com um olho roxo ou sem alguns dentes da boca. Brigas eram muito comuns, tanto no próprio palco ou fora, eram garrafas, seringas ou outros quaisquer objetos cortantes que circulavam no meio da platéia. Traumas de guerra, insanidade, juventude sem sentido, violência policial e duelos morais eram os temas principais do Black Flag. A policia era chamada constantemente, todas as noites de shows na cidadezinha Harmosa Beach. Eles precisavam se mudar.

A banda enfim iria sair da cidade em turnê, e também para nunca mais voltar, portanto resolveram fazer um showzinho de despedida. Obviamente no show deu briga e a policia foi chamada, e no dia seguinte a banda foi embora como o  planejado. Porém a mídia local sabendo disso distorceu a noticia e lançou no jornal noticias tais como: “Black Flag expulso da cidade pela policia”. A chegada da policia foi apenas uma coincidência com a saída da banda da cidade, porém a noticia já tinha se espalhado, a banda carregou essa notiriedade estados a fora.

Agora na estrada a banda continuou a gravar álbuns, em lugares diferentes, pelo menos um ou dois por ano. Porém a banda se mostrava ainda mais instável do que os próprios shows, Greg Ginn, apesar de ser o líder de uma banda de harcore sujo estilo: “faça você mesmo”, também tinha a fama de perfeccionista e mandão, se o membro não seguia a “vibe” da banda, ele estava no olho da rua da noite para o dia, o vai vêm de baixistas e bateristas era absurdo. O desentendimento entre membros só veio a se agravar ainda mais com tão esperada (ou não) turnê da banda pela Europa.

Na época o movimento skin head trabalhista era crescente em boa parte dos países europeus, ou seja, cabelos cortados ou carecas e outras ideologias musicais. A briga clássica entre punks e skin heads estava em ebulição, da mesma forma que a banda. Shows que recebiam chuvas de cuspes e violência extrema eram demais até para o Black Flag. Segundo Henry, em um show especifico na Inglaterra, um “fã” subiu no palco no meio do show para agredir Greg que efetuava um solo sem notar o que acontecia a seu redor, Henry atirou seu microfone e partir para cima do agressor, o derrubou no próprio palco e começou a espancá-lo incansavelmente, ele bateu por tanto tempo no cara que precisou ser interrompido pelo próprio Greg que ia ser atacado.

A banda retornou para os Estados Unidos, exausta, mas precisava fazer o show continuar, brigas internas começavam a aflorar novamente, desta vez entre Herny e Greg. Gren não gostava da atitude Henry nas entrevistas em conjunto da banda, achava que ele falava demais e que tratava como se banda fosse dele, Henry se defendia alegando que ninguém tomava iniciativa para falar na entrevista então ele tinha que falar. Henry saiu da banda, e fazendo a sucumbir para o seu fim. Nesta altura, sem Henry = Sem Black Flag.

Com o fim do Black Flag, Henry iniciou sou própria banda “Rollins Band”, com uma sonoridade menos hardcore e mais hard rock, Henry chegou ao mainstrein nos anos 90, com o sucesso de 1994, “Liar” do álbum “Weight” do mesmo ano. A banda acabou em 1997, e Henry passou a se dedicar integralmente em sua carreira de stand-up comedy.

Greg Ginn, passou a se dedicar mais a sua própria gravadora “SST” a mesma que lançava e gravava os próprios álbuns do Black Flag, lançou alguns álbuns em carreira solo, e participou de diversas outras bandas e projetos, tais como: Minutemen, Gone, Tom Troccoli’s Dog, October Faction, SWA e Lawndale.

Linha do tempo dos ex- membros do Black Flag

Black Flag – My War (Ao vivo 1984)

Black Flag – Tv Party (1982)

Álbuns recomendados:

Damaged (1981)

My War (1984)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s