Cinco Lendas do Punk Mortas pela Heroína

1Sid Vicious (10 de Maio de 1957 – 2 de Fevereiro de 1979)

Conhecido como um dos baixistas mais autodestrutivos do movimento punk da década de 70, Sid tocou com os Sex Pistols até o fim prematuro da banda em 1978. Começou uma carreira solo, porém seu vicio pera heroína crescia a cada dia. Muito abalado pela morte de sua namorada, Nancy Spungen, Sid chegou a ser preso por ser um considerado um suspeito direto no assassinato de sua companheira. Liberto por pagamento de fiança enquanto a policia ainda reunia pistas para mandá-lo para cadeia por definitivo, Sid foi para a festa de um amigo.

Na festa, Sid encontrou a sua mãe, alguém que ele não tinha contato a um bom tempo, ela carregava consigo uma quantidade enorme de heroína (tal mãe tão filho?). Sid usou e abusou da droga a noite inteira, teve uma overdose, e foi encontrado morto na manha do dia seguinte.

2GG Alin (29 de Agosto de 1956 – 28 de Julho de 1993)

Um dos seres mais perturbados da história do punk. GG Alin, nascido nos Estados Unidos, passou uma infância conturbada e miserável. Dedicou sua vida para a música, passando por diversas bandas, expressando em seus atos,  reflexos de sua vida de abusos e auto depreciação.  Conhecido como um dos criadores do “Scum Punk”, um pequeno movimento que fundia o hardcore de letras pesadas com atos extremos em cima do palco, como: Auto mutilação, escatologia, uso de drogas no palco, nudez e constante contato físico com a audiência (algo que sempre resultava em pancadaria). GG era conhecido da policia, já havia sido presos, diversas vezes pelas mais variadas razões, era polemico em suas declarações publicas, e era famoso em programas sensacionalistas americanos.

Em 28 de julho, depois de mais apresentação típica de sua banda, em Nova York, GG pulou do palco pelado e sangrando, saiu correndo alguns quarteirões para a casa de um amigo que era usuário de heroína. Uma vez lá, usou toda a droga que havia local e teve uma overdose fatal.

3Darby Crash (26 de Setembro de 1958 – 7 de Dezembro de 1980)

Vocalista e guitarrista dos The Germs, junto Pat Smear (atualmente guitarrista dos Foo Fighters). Darby seguia o estilo de vida “Sid Vicious”, não se importava em estar vivo ou morto, queria apenas curtir o memento, usar todo o tipo de substância ilícita e acordar em lugares desconhecidos (muitas vezes na sarjeta). Com o fim dos Germs, e o possivel fracasso de sua nova banda, Derby estava endividado e com dúvidas sobre que caminho tomar em relação a sua vida. A escolha, foi suicídio por overdose de drogas em 7 de dezembro de 1980.

4Johnny Thunders (15 Junho de 1952 –  23 Abril de 1991)

Memorável guitarrista, da banda de proto Punk, The New York Dolls, e fundador dos Heartbreakers.  Johnny, quase como todo rockstar do punk que se preze, viveu sua vida sempre no limite. Como tudo o que ganhava ele gastava com drogas, ele vivia perambulando pelas ruas procurando um lugar apenas para passar a noite, e no dia seguinte começar tudo de novo. Com os Heartbreakers, lançou um álbum, e para conseguir pagar seu aluguel, recorria para a gravação de shows constantemente (foram mais 4 álbuns de shows ao vivo, cada um com espaço de 2 anos). Quando não estava com sua banda, se empenhava na carreia solo, seu ultimo álbum, lançado em 1988, fez  uma coletânea, de covers de bandas dos anos 50 e 60.

Em 1991, com a grana que ainda sobrava, se hospedou em hotel decadente em Nova Orleans, ficou lá até sua morte acidental por overdose de heroína, em 23 de abril do mesmo ano.

5 Dee Dee Ramone ( 18 de Setembro de 1951 – 5 de Julho de 2002)

O lendário baixista dos Ramones, foi o segundo membro da banda a perecer. Tocou com os Ramones de 1974 até 1989 quando resolveu percorrer um caminho um tanto estranho em sua carreira quando escolheu arriscar tudo no Hip-Hop mudando seu nome para Dee Dee King.  Lançou um único álbum “Standing in the Spotlight” e foi um fracasso,  tão grande, que chegou a ser considerado um dos piores álbuns de todos os tempos (pobre Dee Dee).

Após o fracasso de sua carreira como hip-hop star, Dee Dee retornou para os Ramones, e ficou na banda até o fim dele em 1996. Na tarde de 5 de julho 2002, Dee Dee foi encontrado morto no seu apartamento em Hollywood pela sua esposa Barbara.

A autopsia indicou overdose por heroína.

Anúncios

2 pensamentos sobre “Cinco Lendas do Punk Mortas pela Heroína

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s